Ser professor é para poucos

O que é o Ensino Híbrido?

O mundo está em constante mudança.

Podemos observar que na Educação não é diferente. Mas quais são esses fatores de transformação? O que está causando mudanças no cenário das escolas?


Você já ouviu a frase de Jeffrey Piontek “estamos tentando educar crianças JETSONS em escolas FLINSTONES”?


Essa frase ilustra muito bem como são ministradas as aulas nas escolas convencionais, na atualidade. Nós estamos educando crianças "Jetsons", fazendo referência ao desenho animado futurista de décadas atrás, que tinha uma empregada robô, os personagens conseguiam se “teletransportar”, se deslocavam com suas naves de uma casa para outra. Já os "Flinstones", outro desenho da mesma época, mostrava a civilização no passado, na época em que tinham acabado de inventar a roda. O Fred, personagem principal, acelerava o carro (ainda sem motor) com os pezinhos, caracterizando uma sociedade ainda primitiva e arcaica.


E é essa a imagem que temos da educação. Os nossos alunos estão ligados às novas tecnologias, estão à frente do nosso tempo, enquanto que, a maioria das escolas estão há muito tempo perdidas, paradas no passado, longe dessa realidade. Podemos perceber esse choque de gerações e culturas em nosso dia a dia.


A nossa sociedade, a humanidade, o planeta, sofrem mudanças sempre associadas com Revoluções Industriais. Hoje, por exemplo, estamos vivenciando a quarta Revolução Industrial. É a era da automatização, da internet, da Inteligência Artificial e dos smartphones. A nova realidade, imposta pela pandemia do coronavírus, promoveu a fusão do mundo digital com o presencial, e isso não é novidade.


Portanto, a educação precisa ser muito mais flexível, híbrida, digital, ativa e também diversificada, já que de acordo com o Professor José Moran, os processos de aprendizagem são múltiplos, contínuos, híbridos, formais e informais, organizados e abertos, intencionais e não intencionais.


Chegou o momento de questionarmos a rigidez dos planejamentos pedagógicos das instituições de ensino para interliga-los aos inúmeros caminhos de aprendizagens pessoais e grupais. Conheça agora o Ensino Híbrido para se adaptar ao momento atual e às necessidades das novas gerações.


O Ensino Híbrido, ou blended learning (do inglês “misturar”) ou semi presencial, é uma das maiores tendências da Educação do século 21 e também muito se fala agora para o pós-pandemia, pois permite aliar o que tem de melhor dos métodos de aprendizagem presencial e online. Vamos entender mais um pouco?


No ensino híbrido, parte do processo ocorre em sala de aula, onde os alunos interagem entre si trocando experiências. Já a parte online utiliza meios digitais para que o aluno tenha mais autonomia à forma de aprendizagem. Assim, as duas modalidades se completam, pois proporcionam diferentes experiências na forma de aprendizado.


É importante lembrar que, ao usar o Ensino Híbrido, é necessário que tanto no aprendizado presencial quanto no digital, o objetivo seja o mesmo. Mas engana-se quem pensa que basta colocar computadores na escola e deixar os estudantes ali sem qualquer orientação.


Apesar de serem formatos diferentes, o online e o presencial, o objetivo do aprendizado híbrido é que esses dois momentos sejam complementares e promovam uma educação mais eficiente, interessante e personalizada.

Portanto, preciso enfatizar a importância de uma reelaboração da cultura escolar para que esse novo modelo possa surtir efeito positivo no ensino.


Digite abaixo seu e-mail para receber mais conteúdos como este:

Carolina Fonseca, fundadora e CEO da Extraclass, a maior comunidade de professores inovadores do Brasil

2017. Todos os direitos reservados. Extraclass.